Bariátrica e Diabetes

Bariátrica e Diabetes são duas palavras que têm ocupado destaque em diversos estudos médicos recentes. Esta relação evidencia como uma intervenção pode ter profundos efeitos na outra, alterando significativamente a vida dos pacientes. No entanto, é fundamental compreender como essa dinâmica funciona e de que maneira ela pode ser usada para maximizar os benefícios para os pacientes.

Bariátrica e Diabetes: Priorização no tratamento cirúrgico

Bariátrica e diabetes têm uma relação intrínseca. A pesquisa recentemente divulgada na revista The Lancet Diabetes & Endocrinology defende a ideia de que pacientes obesos com diabetes tipo 2, particularmente na fase inicial da doença, deveriam receber prioridade para cirurgia da obesidade. E por quê? Muitos destes pacientes, após a operação, conseguem reverter seu quadro de diabetes. Isto não só diminui a necessidade de medicamentos, como também reduz os custos associados ao tratamento da doença a longo prazo.

Investigação Sueca Sobre Bariátrica e Custos no Tratamento de Diabetes O estudo Swedish Obese Subjects (SOS), realizado na Suécia, mostrou que os pacientes com pré-diabetes ou diabetes que optaram pela cirurgia tiveram custos de tratamento consideravelmente mais baixos nos 15 anos seguintes. Em contrapartida, o custo total de cuidados de saúde foi maior para aqueles que não possuíam diabetes no início do estudo. A remissão da diabetes, que ocorre frequentemente após a cirurgia bariátrica, reduz significativamente o uso de medicamentos e as consultas hospitalares. Portanto, para pacientes diabéticos, a economia é considerável.

Bariátrica e Diabetes: Reavaliando critérios e impactos no tratamento

Historicamente, a maioria dos sistemas de saúde baseia a elegibilidade para a cirurgia bariátrica no Índice de Massa Corporal (IMC) dos pacientes. Porém, esta abordagem não considera a complexidade da relação entre Bariátrica e Diabetes. Muitos especialistas têm recomendado que, além do IMC, o quadro de diabetes dos pacientes seja adotado como critério para indicar a cirurgia bariátrica.

Atualmente, muitos sistemas de saúde priorizam a cirurgia da obesidade com base no índice de massa corporal (IMC) dos pacientes. No entanto, este estudo sugere que, além do IMC, a presença de diabetes também deveria ser um critério para elegibilidade. De fato, o Dr. Ricardo Cohen, do Hospital Alemão Oswaldo Cruz (https://www.hospitaloswaldocruz.org.br/imprensa/noticias/pacientes-com-diabetes-tipo-2-devem-ter-prioridade-para-a-cirurgia-da-obesidade/), afirma que o IMC não deveria ser o único critério. Em vez disso, ele defende que aqueles com diabetes tipo 2 não controlado com tratamento convencional e mudanças no estilo de vida devem ser priorizados para a cirurgia, independentemente do seu IMC.

Pré-operatório de Bariátrica

Uma Jornada Multidisciplinar Antes da cirurgia (https://bariatricasemestresse.com/pre-operatorio-de-bariatrica/), é essencial que o paciente passe por uma avaliação multidisciplinar. Especialistas como endocrinologistas, nutricionistas e psicólogos desempenham papéis vitais nesse processo. Contudo, após a cirurgia, muitos pacientes, ao perceberem melhorias em seu quadro de diabetes e outras comorbidades, tendem a negligenciar o acompanhamento médico contínuo. Isto pode resultar em ganho de peso, contraproducente ao objetivo da cirurgia.

Benefícios para o Diabetes

A cirurgia bariátrica não é uma cura para o diabetes tipo 2, mas tem mostrado eficácia no controle da doença. Uma das consequências da cirurgia é a redução da grelina, hormônio que estimula a fome. Adicionalmente, com um estômago menor, a digestão é mais rápida, o que promove uma liberação acelerada de hormônios, como o GLP1. Este, por sua vez, estimula o pâncreas a produzir mais insulina, ajudando na redução dos níveis de açúcar no sangue.

Conclusão

A associação entre bariátrica e diabetes é uma área em crescimento de pesquisa e discussão. Conforme mais dados se tornam disponíveis, é vital reavaliar constantemente os critérios de elegibilidade para a cirurgia e garantir que os pacientes estejam recebendo os melhores cuidados possíveis antes e depois do procedimento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima