Álcool e Cirurgia Bariátrica

Álcool e Cirurgia Bariátrica podem parecer termos desconectados. Contudo, um estudo da Universidade de Pittsburgh revelou que pacientes enfrentam maior risco de abuso e dependência de álcool dois anos após a cirurgia bariátrica (https://jamanetwork.com/journals/jama/fullarticle/1185618) . Quando consideramos esta cirurgia, entender a relação entre o consumo de álcool e as mudanças fisiológicas pós-cirurgia se torna essencial. Muitos pacientes desconhecem esses riscos, e os profissionais de saúde precisam informá-los adequadamente.

 

Álcool e Cirurgia Bariátrica: Compreendendo os Efeitos Fisiológicos e Estudos Relevantes

O corpo do paciente processa o álcool de maneira diferente após uma cirurgia bariátrica. Mesmo pequenas quantidades podem causar um impacto significativo. O corpo absorve o álcool mais rapidamente, com efeitos quase imediatos, mas também o elimina rapidamente, levando a uma sensação falsa de sobriedade. O estudo da Universidade de Pittsburgh, publicado no Journal of the American Medical Association (JAMA), associa principalmente as técnicas de gastrectomia vertical e bypass gástrico a esse risco.

A análise incluiu 2.458 adultos que passaram pela cirurgia bariátrica em dez hospitais americanos. Os resultados mostraram que pacientes masculinos jovens, fumantes, consumidores habituais de álcool e usuários recreativos de drogas enfrentam o maior risco. A prevalência de sinais de abuso de álcool não mudou muito no primeiro ano após a cirurgia, mas aumentou no segundo ano.

Por Que a Preparação Pré-operatória é Crucial?

Dados os riscos e as recentes descobertas, preparar os pacientes sobre Álcool e Cirurgia Bariátrica antes da operação se torna vital. Médicos e nutricionistas devem informar os pacientes sobre os perigos do consumo de álcool pós-operatório. Se os pacientes limitarem ou evitarem completamente o álcool, eles poderão aproveitar os benefícios da cirurgia e minimizar riscos.

Este risco, que pode afetar mais de 2 mil americanos, destaca a necessidade de acompanhamento contínuo. Profissionais de saúde devem oferecer suporte, abordando não só questões físicas, mas também pessoais, financeiras e sociais.

Conclusão

Álcool e  Bariátrica estão interligados. A conscientização e preparação pré-operatória garantem que os pacientes se beneficiem da cirurgia bariátrica e evitem complicações. Com as recentes descobertas, os profissionais de saúde e os pacientes devem ter o conhecimento e os recursos necessários para tomar decisões informadas e seguras.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima